Benefícios

Benefícios Previdenciários

Clique nos benefícios para saber mais sobre os mesmos.
  1. 1
    Aposentadoria por Idade Rural

    Quem tem direito: O trabalhador rural com 60 ano se homem e 55 anos se mulher, desde que comprovem 15 anos de trabalho rural.

    O trabalhador rural pode ser na condição de empregado, diarista ou segurado especial.

    O segurado especial é o produtor rural na condição de proprietário, arrendatário, meeiro, posseiro, parceiro, assentado, usufrutuário. O trabalho rural do segurado especial deve ter sido exercido em imóvel rural não superior a 4 módulos fiscais, em regime de economia familiar ou de forma individual, sem a presença de empregados permanentes.

    É suicídio o trabalhador rural ir sozinho no INSS sem um acompanhamento especializado.

    O Instituto Aposentar está preparado para analisar seu caso, conferindo qual o tempo deve ser declarado, qual documentação deve ser juntada, acompanhamento no sindicato rural para elaboração da declaração rural exigida nos benefícios do segurado especial e do diarista, pedido de justificação administrativa dentre outros fatores que devem ser observados.

    Qualquer vacilo no manejo do processo pode retirar seu direito de aposentar.

    Seja prudente, não jogue seu direito por terra.

  2. 2
    Aposentadoria por Idade Híbrida

    Quem tem direito: A mulher com 60 anos e o homem com 65 anos desde que contem com 15 anos de contribuição mais trabalho rural.

    Esse benefício tem como característica a mistura de tempo urbano mais tempo rural.

  3. 3
    Aposentadoria por Idade Urbana

    Quem tem direito: A mulher com 60 e o homem com 65 anos desde que tenha 15 anos de contribuição.

    Fazemos a contagem de tempo, conferimos a carência, analisamos o CNIS, analisamos tempo de ação trabalhista, tempo de outro regime, menor aprendiz, bem como qualquer circunstância relevante que possa influenciar no seu processo.

  4. 4
    Aposentadoria por Idade do Portador de Deficiência

    Quem tem direito: o deficiente com 60 anos de idade se homem e 55 anos de idade se mulher, desde que comprove 15 anos de contribuição e de deficiência.

    A deficiência pode ser grave, moderada ou leve a ser avaliada pela perícia médica do INSS.

    São várias as deficiências que podem ser enquadradas para fins de concessão desse benefício que tem como vantagem a redução na idade e a exclusão do fator previdenciário.b

    É importante uma análise criteriosa da documentação e a orientação para as perícias médicas e social, bem como a comprovação do início da deficiência.

  5. 5
    Aposentadoria por Tempo de Contribuição

    Quem tem direito: o homem com 35 anos de contribuição e a mulher com 30 anos de contribuição independente da idade.

    Esse benefício é um dos mais complexos de se analisar, pois pode ter vários fatores de ampliação do tempo, tais como:

    • tempo rural;
    • tempo especial;
    • tempo em ação trabalhista;
    • tempo de menor aprendiz.

    Essas circunstâncias devem ser criteriosamente analisadas sob pena de indeferimento do benefício, ou redução do valor do mesmo.

    Bem como pode ter fatores de desconsideração do tempo por parte do INSS, tais como:

    • falha no CNIS;
    • falta de contribuição por parte do empregador;
    • perda da carteira de trabalho,
    • dentre outros

    Esses fatores devem ser sanados antes de requerer o benefício sob pena de indeferimento ou redução do valor do mesmo.

    Outro fator de suma importância a ser analisado é a INCICENCIA DO FATOR PREVIDENCIÁRIO.

    Analisamos a incidência da não hipótese do fator previdenciário, bem como qualquer outro fator relevante na concessão do seu benefício, de forma a evitar prejuízo no valor de sua aposentadoria.

  6. 6
    Por Tempo de Contribuição do Portador de Deficiência

    Quem tem direito: o deficiente homem com 33 anos de contribuição se a deficiência for considerada leve; com 29 anos de contribuição se a deficiência for considerada moderada e com 25 anos de contribuição se a deficiência for considerada grave. Além disso deve comprovar 15 anos de deficiência.

    Ou a deficiente mulher que comprovar 28 anos de contribuição se a deficiência for considerada leve; 24 anos de contribuição se a deficiência for considerada moderada ou 20 anos de contribuição se a deficiência for considerada grave. Além disso deve comprovar 15 anos de deficiência.

    São várias as deficiências que podem ser enquadradas para fins de concessão desse benefício que tem como vantagem a redução do tempo de contribuição e a exclusão do fator previdenciário.

    É importante uma análise criteriosa da documentação e a orientação para as perícias médicas e social, bem como a comprovação do início da deficiência.

  7. 7
    Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor

    Quem tem direito: O professor com 30 anos de contribuição e a professora com 25 anos de contribuição.

    O tempo de atividade de professor deve ter sido exercido em sala de aula, ou na orientação, supervisão ou direção.

  8. 8
    Aposentadoria por Invalidez

    Quem tem direito: o segurado incapacitado de desenvolver qualquer atividade que lhe garanta a sobrevivência.

    Deve ser analisado sua questão biopsicossocial, levando em consideração sua idade, atividade profissional, grau de instrução escolar.

    Para requerimento desse benefício deve ser feito um pedido específico, uma vez que o INSS só agenda benefício de auxilio doença.

    As perícias médicas são bem rigorosas e a maioria são negadas por falha na documentação médica.

    A análise da documentação e orientação para perícia torna-se de imprescindível para concessão desse benefício.

  9. 9
    Aposentadoria Especial

    Quem tem direito: o homem ou mulher com 25 anos de trabalho em atividade nociva a sua saúde ou a integridade física.

    Esse é o benefício mais indeferido por parte do INSS. É o benefício em que o INSS mais erra, necessitando de um acompanhamento especializado.

    Um dos fatores principais para a negativa do INSS é o preenchimento equivocado por parte das empresas do PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) documento indispensável para provar o exercício da atividade especial (insalubre ou periculosa).

    Fazermos um serviço antecipado com as empresas de forma a conseguir a documentação da forma correta.

     

    Profissões mais comuns que tem direito ao cômputo do tempo especial:

    • Profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, dentistas, veterinários, profissionais de laboratório, técnicos de raio x);
    • Motorista de caminhão ou ônibus;
    • Cobrador ou Trocador
    • Trabalhadores em siderúrgicas;
    • Metalúrgicos;
    • Engenheiros;
    • Pedreiros em edifícios;
    • Soldadores;
    • Tipógrafos;
    • Curtidores de Couro;
    • Eletricitário;
    • Frentista;
    • Vigilante;
    • Telefonista
    • Gari;
    • Vidreiro;
    • Mineiro,
    • Trabalhadores em pedreiras, tuneis e galerias
    • Lavadores;
    • Tintureiros;
    • Trabalhadores na indústria de calçados;
    • Trabalhadores em marmoraria;
    • Trabalhadores em britadouro;
    • Trabalhadores na fabricas de foguetes;
    • Trabalhadores em frigoríficos;
    • Operadores de Marteletes, perfuratrizes;
    • Aeronautas (pilotos de avião e comissários de bordo);

    Enfim, toda atividade exercida sob a incidência de agentes nocivos físicos, químicos ou biológicos.

  10. 10
    Pensão por Morte

    Quem tem direito: o dependente do falecido desde que o de cujus fosse aposentado ou tivesse na condição de segurado do INSS, isto é, tivesse contribuindo ou no período de graça, na época do óbito.

    Os dependentes podem ser:

    • Cônjuge ou companheiro (a); filho menor de 21 anos ou maior inválido, ou que tenha deficiência intelectual ou mental ou deficiência grave;
    • Pais;
    • Irmãos menores de 21 anos ou maior inválido, ou que tenha deficiência intelectual ou mental ou deficiência grave.

    O dependente de uma classe exclui a outra. Os dependentes da segunda e terceira classe devem provar a dependência econômica. E os conviventes em união estável (companheiros) devem provar a união estável.

    Um dos benefícios mais complexos em sua análise. Vários fatores podem levar ao indeferimento e devem ser analisados antes de requerer o benefício, como:

    • qualidade de segurado;
    • dependência econômica;
    • comprovação da união estável;
    • qualidade de trabalhador rural;
    • incapacidade;
    • invalidez;
    • deficiência.

  11. 11
    Amparo Assistencial ao Idoso

    Quem tem direito: O idoso com 65 anos ou mais, seja homem ou mulher, que não tem renda para prover sua subsistência, por si ou por sua família.

  12. 12
    Auxílio Doença

    Quem tem direito: o segurado que estiver incapacitado temporariamente para o exercício de sua atividade habitual.

    Analisamos toda documentação médica, agendamos a perícia para a melhor agência e orientamos para a perícia.

  13. 13
    Auxílio Acidente

    Quem tem direito: o segurado acometido de acidente de trabalho ou de qualquer natureza que teve redução na sua capacidade laborativa.

    Analisamos a documentação médica, elaboramos e analisamos a CAT e orientamos para a perícia.

  14. 14
    Auxílio Reclusão

    Quem tem direito: o dependente do segurado recluso. É necessário que o recluso esteja na qualidade de segurado no memento da reclusão e que não receba mais que o teto estipulado pela previdência.

    Analisamos a qualidade de segurado do recluso, a condição de dependente e se não ultrapassa o teto mínimo estipulado.

  15. 15
    Salário Maternidade

    Quem tem direito: a gestante segurada do INSS, a partir de 28 dias do parto.

    O requerimento pode ser feito até a criança completar 5 anos de idade.

    Analisamos a carência e a documentação para dar entrada.

Ainda tem dúvidas?

    Etiam magna arcu, ullamcorper ut pulvinar et, ornare sit amet ligula. Aliquam vitae bibendum lorem. Cras id dui lectus. Pellentesque nec felis tristique urna lacinia sollicitudin ac ac ex. Maecenas mattis faucibus condimentum. Curabitur imperdiet felis at est posuere bibendum. Sed quis nulla tellus.

    ADDRESS

    63739 street lorem ipsum City, Country

    PHONE

    +12 (0) 345 678 9

    EMAIL

    info@company.com